Eu vivo

Eu vou vivendo e aprendendo

Vivendo e aprendendo eu

Aprendendo e vivendo

Aí chega um vírus

E me desaprende

Será que eu vi o vírus

Ou o vírus me viu?

Eu vim do nada

Que era tudo

Que não era nada

Mas aprendi que com o meu nada

Eu seria capaz de conseguir quase tudo

Que na realidade não é nada

Eu subo desço corro

Xingo falo grito ando

Mas continuo sentado.

Fundo-com-ilustração.png

Carlos Formiga